Santo Antônio de Jesus, A Capital do Recôncavo Baiano.

17/01/2013 as 10h41h Santo Antônio de Jesus, A Capital do Recôncavo Baiano.

É com o título de Capital do Recôncavo Baiano, que Santo Antônio de Jesus atua na região compreendida por cerca de 30 municípios localizados no entorno da Baía de Todos os Santos.Essa notoriedade se principalmente pelas relações comerciais estabelecidas desde a fundação da cidade, 132 anos, e que foram se aprimorando até tornar-se polo regional e ponto de intersecção das cidades circunvizinhas. Tradicionalmente, a feira de Santo Antônio de Jesus configura-se como a mais importante da região desde o século XIX e é a partir dela que o município desenvolveu-se, priorizando as atividades comerciais.

Sua proximidade com a capital, Salvador (cerca de 187km), e com importantes cidades do Estado, além do título conferido pela Associação Comercial de “O Comércio Mais Barato da Bahia” favorecem ainda mais a atratividade de visitantes que lotam a cidade nos principais dias comerciais (quarta-feira, sexta-feira e sábado). Hoje, Santo Antônio de Jesus oferece à sua população de  cerca de 91 mil habitantes (segundo dados do IBGE do censo 2010) e de toda região, amplas possibilidades comerciais de diversos segmentos como varejo, moda, alimentos, construção, automóveis etc. gerando cerca de 7 mil empregos diretos em 2.100 empresas do setor (dados fornecidos pela Associação Comercial). Essa vocação se apresenta também na força das grandes empresas nascidas no município e que sustentam seu prestígio entre a população e os visitantes, fazendo frente a empresas, inclusive nacionais, que buscaram investirna cidade. Essas organizações funcionam como um termômetro do mercado e, muitas vezes, colaboram com a manutenção de práticas comerciais benéficas para a população, conservando a cultura local.
 
Sua capacidade comercial também colaborou substancialmente para o fomento de atividades de serviços como saúde e educação. A cidade conta com clínicas e hospitais equipados para atendimento e realização de examese procedimento de diversas especialidades médicas, inclusive um hospital público regional, sob administração do Governo do Estado. Na educação, destaca-se por abrigar diversas universidades particulares, um campus da Universidade do Estado da Bahia - Uneb e outro da Universidade Federal do Recôncavo BaianoUfrb, sendo este últimofocado na área de Saúde, o qual oferecerá nos próximos semestres o curso de Medicina. O incremento dessas atividades complementares também funciona como um fator de atratividade na migração populacional.
 
No segmento da indústria, a cidade conta com um Distrito Industrial localizado a 6km do centro urbano, abrigandoempresas principalmente dos ramos de alimentos e calçados. Fora do distrito, ainda pode-se conferir empresas do ramo de fármacos, móveis e estofados, construção civil, confecções e fabricação de fogos.
 
Outra característica local importante são as festividades juninas, iniciadas com as comemorações ao santo padroeiro da cidade, o mesmo que serviu de inspiração para nomear o município. Dias depois, acontece a festa de São João, em um evento de megaestrutura montado em uma área de 22 mil m², com 50 barracas de com comidas típicas da região, novenas, missas, procissão e shows com bandas notórias, em várias ruas da cidade, chegando a reunir 90 mil pessoas em um só dia da festa.
 
Todas estas atividades, alavancadas pelo comércio, dinamizam a economia local, atingindo inclusive o setor imobiliário que encontra-se em plena expansão. Este aquecimento deve ser acompanhando com cautela pois, ao tempo em que gera empregos e favorece o mercado de construção civil, pode apresentar-se como entrave para a implantação de novas empresas.
 
Contudo, o povo santo-antoniense, pode orgulhar-se de suas empresas que se empenham em obedecer as premissas de um comércio exemplar: ofertando produtos e serviços com qualidade, preço baixo, variedade seguindo as tendências atuais de cada segmento, sem deixar a desejar a outras cidades, inclusive à capital. Portanto, a cidade se prepara, inclusive em infraestrutura, para vivenciar esta fase de franco crescimento, agregando ainda mais benefícios à população, e em bases sólidas, projetando este crescimento para as próximas décadas.
 
 
 

 

Contudo, o povo santo-antoniense, pode orgulhar-se de suas empresas que se empenham em obedecer as premissas de um comércio exemplar...
 
 
* Por Gabriela Andrade | Comunicóloga, habilitada em Relações Públicas pela Universidade do Estado da Bahia, Especialista em Marketing e Branding pela Universidade Salvador, Unifacs e Analista de Marketing da Comercial São Luis.
  • Compartilhe:

Leia também:

» 2013/01/18 - Os livros também tem sua moda
» 2013/01/17 - Moda, estilo, filosofia e Deus...
» 2013/01/17 - Família: Como vai a sua?
» 2013/01/17 - Globalizar mais o que?
 
Edições Anteriores
Revista Auge 3ª Edição
Revista Auge 2ª Edição
Revista Auge 1ª Edição
 

Facebook

 

Últimas do Twitter

 

Publicidade

 
 
 
 
Revista Auge - Todos os direitos reservados - 2012
Rua Rodrigues de Freitas, N.196 A - Morada do Bosque - Feira de Santana - Bahia
E-mail: egm@cartadafeira.com.br
  Desenvolvido por Tacitus Tecnologia