Skip links

Jean Paul Prates, indicado para chefiar a Petrobras, tem empresas no setor de óleo

O senador Jean Paul Prates (PT-RN), indicado do presidente Lula para chefiar a Petrobras, tem quatro empresas no setor de óleo, gás e petróleo. Em linhas gerais, Prates está impedido de assumir a chefia da empresa, determina a Lei das Estatais. O parlamentar negou que haja “conflito de interesses”. Confira.

  1. Carcará Petróleo — a exploração de petróleo aparece como atividade principal da empresa na Receita
  2. Singleton Participações Imobiliárias — é registrada na Receita como consultoria;
  3. É sócia da Carcará Petróleo e das outras duas consultorias abaixo;
  4. Expetro — consultoria especializada na área de petróleo e gás natural. Prates participa da empresa via Singleton;
  5. Bioconsultants — consultoria especializada em recursos naturais e meio ambiente.A Lei das Estatais proíbe a indicação de “pessoa que tenha ou possa ter qualquer forma de conflito de interesse” para estar na diretoria da companhia.

    Na quarta-feira 4, Jean Paul Prates anunciou um processo de desvinculação de três de suas empresas. O congressista disse que vai manter apenas a holding Singleton ativa, para administrar imóveis de sua propriedade.

    O senador afirmou que “não há nenhuma necessidade legal ou de conformidade de se manter ou não como sócio desses empreendimentos”, mas que optou por se desvincular por “transparência”. Prates precisa se desvincular durante o processo de análise de seu currículo pela área de governança da Petrobras.

Leave a comment